Avaliação do Usuário

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

 

COORDENAÇÃO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL E EVENTOS

Características Gerais, Finalidade Educativa e Objetivos do Serviço de Assistência e Promoção Social Espírita

1. Características:

“A Codificação Kardequiana amplia a visão do ser humano, pois não só cogita do homem existente, mas do ser interexistente, daquele que se comunica com o mundo dos Espíritos, ao qual está ligado por débitos e alegrias de um passado próximo ou distante, e com o qual se sintoniza pelos sentimentos e pensamentos.
No mesmo sentido, a Assistência Social Espírita valoriza o ser humano e considera o seu lado espiritual e imortal. Sua característica básica é a promoção do homem.
Promover o ser humano é, acima de tudo, oferecer-lhe condições para superar a situação de penúria sócio-econômico-moral-espiritual em que se encontra. Na mais ampla acepção da palavra, promoção é auxílio para que o homem ultrapasse as suas limitações, reconhecendo que essas limitações, embora sejam características da sua atual personalidade, são transitórias em sua individualidade espiritual: nenhum ser foi criado para o mal ou para os infortúnios eternos. Fazê-lo sentir-se Espírito livre e responsável pelo seu destino é descortinar-lhe as amplas possibilidades que traz adormecidas em seu interior e que precisam ser trabalhadas por meio do próprio esforço, nas experiências do dia-a-dia, a fim de que adquira o de que necessita não só em termos materiais, mas, principalmente, espirituais. Isso contribuirá de maneira relevante para que se vá processando o resgate de suas faltas pretéritas e para que a construção de um futuro espiritual, onde impere a real felicidade, seja a tônica constante em sua vida.
A Assistência e Promoção Social Espírita é, portanto, o exercício da caridade em todos os momentos; é a assistência material realizada sem paternalismos ou acordos; é o esclarecimento quanto à valorização da vida corpórea e da oportunidade de aprendizado que a reencarnação proporciona....”

2. Finalidade:

“Educação integral do ser humano.”

3.Objetivo:

a) Atender às famílias incluídas na programação assistencial do Grupo Espírita, conjugando sempre a ajuda material, o socorro espiritual e a orientação doutrinária, sem imposições, visando à sua promoção social, “de modo que possa constituir-se em um dos meios para a libertação espiritual do homem, finalidade primordial da Doutrina Espírita”.
b) Promover o indivíduo e a família carenciada, no aspecto bio-psico-sócio-espiritual, à luz da Doutrina Espírita, possibilitando-lhes refletir na grandeza da Codificação Kardequiana e conscientizando-lhes quanto às possibilidades de mudanças tanto na vida exterior como na interior.
c) Proporcionar ao freqüentador do Grupo Espírita “oportunidade de exercitar o seu aprimoramento íntimo pela vivência do Evangelho junto aos indivíduos e às famílias em situação de carência sócio-econômico-moral-espiritual”.

4. Reflexão:

“Além do salário amoedado, o trabalho se faz invariavelmente seguido de remuneração espiritual respectiva, da qual salientamos alguns dos itens mais significativos: acende a luz da experiência; ensina-nos a conhecer as dificuldades e problemas do próximo, induzindo-nos, por isso mesmo, a respeitá-lo; promove auto-educação; desenvolve a criatividade e a noção de valor do tempo; imuniza contra os perigos da aventura e do tédio; estabelece apreço em nossa área de ação; dilata o entendimento; amplia-nos o campo das relações afetivas; atrai simpatia e colaboração; extingue, a pouco e pouco, as tendências inferiores que ainda estejamos trazendo de existências passadas.
Quando o trabalho, no entanto, se transforma em servir, surge o ponto mais importante da remuneração espiritual: toda vez que a Justiça Divina nos procura no endereço exato para execução das sentenças que lavramos contra nós próprios, segundo as leis da causa e efeito, se nos encontra em serviço ao próximo, manda a Divina Misericórdia que a execução seja suspensa, por tempo indeterminado.
E, quando ocorre, em momento oportuno, o nosso contato indispensável com os mecanismos da Justiça Terrena, eis que a influência de todos aqueles a quem, porventura, tenhamos prestado algum benefício aparece em nosso auxílio, já que semelhantes companheiros se convertem espontaneamente em advogados naturais de nossa causa, amenizando as penalidades em que estejamos incursos ou suprimindo-as, sofrimentos, para a retificação e tranqüilidade em nós mesmos.
Reflitamos nisso e concluamos que trabalhar e servir, em qualquer parte, ser-nos-ão sempre apoio constante e promoção à Vida Melhor.”

(Emmanuel, in Perante Jesus, pelo médium Francisco Cândido Xavier)

 

Topo
JSN Boot template designed by JoomlaShine.com